Homens

 
    Os homens aprenderam que o sexo é uma descarga de energia, conseguida por meio da manipulação rápida do pênis. Em geral, a descoberta do orgasmo se dá através da masturbação. O homem entendeu então que o procedimento padrão para um ato sexual é o mesmo: penetrar a vagina e copular rápido para obter a descarga ejaculatória do prazer.
 
    Os filmes pornográficos, usual fonte de conteúdo de aprendizado para a maioria dos homens, mostram imagens e situações absurdamentes impróprias para a realidade das relações. Ali, as mulheres são ofendidas, ultrajadas, difamadas e violentadas de todas as maneiras. As penetrações são vulgarizadas e em nenhum momento o homem é orientado a tratar adequadamente o corpo feminino, de forma a levá-la para situações reais de prazer e de orgasmo. O homem não compreende que as cenas ali construídas são falsas e atendem apenas aos interesses do mercado por produtos de consumo rápido.
 
    A forma como o sexo é desenvolvido no meio social não permite incluir o afeto, o olhar, o cheiro, o contato fisico de pele sem incluir a penetração dos genitais.
 
    Na visão Tantrica, aprendemos a desenvolver o cuidado, o respeito mútuo, a atenção, a dedicação, o olhar e todos os sentidos físicos.
 
    Aprendemos que é possível compartilhar dessa energia com muito mas intensidade. O trabalho de elevação energética, que é ensinar o homem a mobilizar a energia para cima e não para as pernas, assim o homem experimenta maior vitalidade e torna-se capaz de sustentar o prazer e o orgasmos por muito mais tempo. Esta energia acessa estados alterados de  percepção  e de consciência. Este é o aspecto espiritual da visão Tântrica.
 
    É de fundamental importância que o homem não nos procure com uma intenção sexual. Em nosso espaço terapeutico, não encontrarão prostitutas. Homens que queiram satifazer seus instintos sexuais NÃO SERÃO BEM VINDOS!!!
 
   
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!